Skip to content

Vinho do Porto: Saiba tudo sobre um dos vinhos mais apreciados do mundo

Vinho do Porto

Produzido envolto de tradições, o vinho do Porto provém das regiões mais antigas de Portugal e o que o diferencia de outros tipos de vinhos, é seu sabor mais doce, porém de alto teor alcóolico.

Quando o vinho desce, as palavras sobem assim podemos definir o Vinho do Porto, através desse provérbio português. Adocicado e forte, o Vinho do Porto é um tipo de vinho especial e indicado para qualquer degustador de vinhos de qualidade. 

O Vinho do Porto é uma ótima opção para qualquer bom momento e neste artigo, saiba tudo sobre este que é um dos vinhos mais apreciados do mundo.

Como foi criado o vinho do Porto?

O Vinho do Porto é um vinho famoso, seja pelo seu sabor, geralmente adocicado, seja por ser um vinho com um dos processos de fabricação mais elaborados, até conseguir sua qualidade tão característica. 

Como foi criado o vinho do Porto

O Vinho do Porto não é produzido com um tipo único de uva, mas com a combinação de várias uvas diferentes, dentre elas as mais comuns são as Tinta Roriz e a Touriga Nacional.

Mas como se faz um vinho do Porto? O processo de produção é igual de qualquer tipo de vinho, pois necessita da fermentação, ou seja, processo em que leveduras consomem o açúcar, liberando o álcool e gás carbônico, dando ao vinho o corpo alcóolico, além dos taninos e enfim, todo sabor e valor necessário para uma bebida de qualidade.

Porém nos vinhos do Porto- que geralmente são mais adocicados- a concentração de açúcar é um fator primordial, e para isso, a fermentação sofre uma alteração durante o processo, com adição de destilados como aguardente, fortificando o vinho, que passa a ter um teor alcóolico maior.

Como o processo de fermentação é interrompido, as leveduras acabam não consumindo boa parte do açúcar e assim, tornando o vinho do Porto mais alcóolico, porém mais doce também.   

O vinho do Porto é produzido na região do Alto Douro, um local entre rochosas colinas e banhado pelo tranquilo Rio Douro. Com um clima mediano a maior parte do ano e um solo fértil, Douro é a região propícia para produção deste tipo de vinho, considerado licoroso e fortificado. 

Para todo bom enólogo ou simples apreciador de uma taça de Vinho do Porto, é importante conhecer também sobre o local e processo de produção da bebida, pois esses pontos influenciam diretamente em seu sabor.

Por que o vinho do Porto se chama vinho do Porto?

Pouco se sabe sobre a história original do Vinho do Porto, porém seu nome é conhecido desde o século XVII e vem de uma lenda que se tornou aceita no mundo todo. 

Por que o vinho do Porto se chama vinho do Porto

Segundo ela, navegadores ingleses ao chegarem na cidade do Porto, compraram o vinho local e por ser seco e a viagem de retorno a Inglaterra muito longa, decidiram colocar aguardente na composição do vinho e desta forma, além de não oxidar, ainda ficava mais agradável ao paladar, principalmente quando adicionado mais açúcar para equilibrar o sabor. 

Os ingleses, inclusive, foram os primeiros grandes consumidores da bebida a partir daquela data e até um tratado entre eles e os portugueses foi firmado, tornando o Vinho do Porto preferência, ao invés de vinhos de outros países como exemplo a França, um dos desafetos comerciais dos britânicos na época.

Mas apesar de ter ficado conhecido como Vinho do Porto, o vinho é originário da região de Douro. A explicação para o vinho ter sido batizado com o nome da cidade litorânea, são por 2 fatores: 

O primeiro é por causa de sua localização; o vinho fabricado em Douro era comercializado na cidade do Porto e a partir dela, distribuída para o mundo. 

Para tal, o vinho era armazenado em tonéis e levado através do Rio Douro até a cidade de Porto, porém com o detalhe do vinho ter sido armazenado antes de estar concluído, bastando que o processo acontecesse naturalmente- através do envelhecimento- enquanto era enviado para a Inglaterra.  

O outro motivo é que depois do tratado, o vinho português começou a sofrer adulterações e para impedir o avanço de tal artimanha, foi criado a partir de 1756, a Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro, um órgão federal que garante a qualidade do vinho do Porto. 

No ano de 1757, houve ainda demarcação das vinícolas autorizadas para produção de vinhos, designados do Porto, somente na região de Douro. Assim, todo Vinho do Porto legítimo, é produzido somente na região de Douro e em mais nenhum outro lugar. Por isso existem diferenças entre vinho português e vinho do Porto, por conta dessas questões históricas, de legislação e de localização.  

Qual a diferença de vinho do Porto?

Apesar do nome Vinho do Porto ou somente Porto, ele possui diferenças. Quando escolher uma garrafa, você deve saber que existem 4 tipos de Porto: o Tawny, o Ruby, o Vintage e o LBV.

  • Porto Tawny e Ruby

Ambos possuem o mesmo processo de fabricação, porém o fator de envelhecimento é o que difere um do outro. O vinho Porto Tawny é envelhecido de maneira bem tradicional, em barricas de carvalho e pelo maior tempo possível.

Porto Tawany

Por causa desse contato, o vinho Tawny tende a ter sabores mais maduros e de maior peso no paladar, com tons terrosos e amadeirados, além de ter uma doçura menos intensa. 

Vinho Português Porto Tawny Garrafa 750ml

Porto Ruby

Já o Porto Ruby tem seu envelhecimento todo em garrafa, com pouco contato com as barricas e por isso, um vinho menos encorpado, com cor violeta mais forte e sabores mais frutados. Sua doçura também é bem mais concentrada. 

Vinho Português Porto Tawny Garrafa 750ml

O vinho do Porto Ruby tem envelhecimento entre 2 a 3 anos, enquanto o Tawny pode ter longevidade contínua, dependendo da vinícola em que foi produzido. 

  • Vintage e LBV

Os Porto Vintage e LBV possuem uma categoria superior, por conta de alguns fatores. O Vintage, por exemplo, é um vinho feito a partir de uma colheita específica, onde todas as uvas possuem uma seleção superior e considerada safrada, ou seja, uma safra especial. 

Porto Vintage

Outro ponto que o Porto Vintage tem de especial, é que ele é o único Porto com condições de ser envelhecido por muito anos. Um Porto Vintage deve ser envelhecido até 2 anos em barril de madeira e depois armazenado em garrafa, mantendo sua longevidade. 

Porto LBV

Já o Porto LBV– Late Bottled Vintage é um Vinho do Porto que também possui uma safra especial, porém com mudanças de que deve ser envelhecido até 6 anos em madeira e depois de armazenado em garrafa, pode ser envelhecido por até 15 anos ou consumido no ato da compra. 

O envelhecimento desse vinho é grande parte em barril e com a data da colheita e ano de que foi engarrafado em seu rótulo. 

  • Vinho do Porto Branco

Apesar do Vinho do Porto ser conhecido, quase que em sua totalidade por sua cor avermelhada e violeta, existe uma parcela desta classificação em que entram os chamados Vinho do Porto Branco.

Não são nem 10% de toda produção de Portos para o mundo, mas também possuem apreciadores, já que uma de suas características é um sabor mais delicado e aromas menos complexos, porém de inestimável valor. 

Os vinhos do Porto branco possuem 3 tipos, conforme as uvas utilizadas:

  • Tipo lágrima;
  • Tipo White;
  • Porto de Verão.

O Tipo lágrima é um dos mais conhecidos, principalmente por ser o mais doce. O tipo White tem doçura mais equilibrada e pode, inclusive, ser tomado sozinho sem harmonizações. Já o Porto de Verão é mais refrescante, porém mais seco, com baixa adição de açúcar. 

Outro ponto interessante no vinho do Porto Branco é seu processo de fabricação e envelhecimento: seguem o mesmo processo de um Porto comum, sendo envelhecido em pipas de madeira, ficando mais escuro conforme passa o tempo, ao contrário de um Porto comum como Ruby ou Tawny que ficam mais claros. 

Isso acontece por causa da oxidação natural do vinho. Vinho Porto Branco quando deixado por até 30 anos nas pipas, pode manter um sabor idêntico com um Tawny e inclusive na coloração.

O que confirma a diferença entre esses vinhos do Porto é as castas de uvas utilizadas. No vinho do Porto Branco, as castas mais comuns são as Rabigato, Malvasia Rei, Gouveio, Arinto e Códega. 

O que combina com vinho do Porto?

Vinho do Porto combina bem com sobremesas, principalmente por ser mais doce. Além disso, o vinho do Porto também pode ser tomado sem acompanhamentos, apenas sozinho e em um cálice, já que exagerar em um Porto pode gerar uma grande ressaca, por conta de seu teor alcóolico elevado. 

O que combina com vinho do Porto

Ao contrário de outros tipos de vinhos, o Porto é indicado para cada tipo de combinação alimentar, segundo sua classificação. Ou seja, Porto Tawny harmoniza melhor com determinado alimento, que já o Ruby ou Vintage não terão a mesma junção. 

  • Harmonização com Porto Ruby

O porto Ruby com sua cor, aroma e elegância, deve ser harmonizado com alimentos contrastantes, como chocolate amargo. Queijos com massa mais macia como é o caso do Brie, também cai muito bem com esse tipo de Porto. 

  • Harmonização com Porto Tawny

O Porto Tawny  Burmester Tordiz 40 Years Old, pode ser apreciado com alimentos mais gordurosos como um lombo de cordeiro, por exemplo, porém sempre com algum detalhe agridoce que dê equilíbrio ao paladar. 

Nas sobremesas, porém, o Porto Tawny tem combinação quase que completa, sendo indicado para consumo com arroz doce, pudins e queijadinhas, além de frutas em calda como pêssegos. 

  • Harmonização com Porto Vintage

Por ter um sabor mais maduro e pesado, porém com teor mais adocicado que um vinho seco francês, por exemplo, o Porto Vintage é indicado para consumo com queijos fortes como Gorgonzola e Roquefort. 

E por ser um vinho longevo, quanto mais velho sua harmonização tende a mudar para consumo com carne de caça temperada com especiarias e sobremesas como strudel. 

  • Harmonização com Porto LBV

O Porto LBV por ser um vinho de mesa especial, pode ser degustado manjar branco, frutas vermelhas e no jantar, um filé au poivre vert, um filé que pode ser de filé mignon de boi ou porco e com molho de pimenta verde. 

  • Harmonização com Porto Branco

Vinho Porto Branco podem harmonizar com pratos de peixes como o salmão, mas também apostando em pratos mais elaborados e gordurosos como Foie Gras. Entre as sobremesas, sorvetes, amêndoas e castanhas, além de frutas bem frescas, são ótimas combinações. 

Em que temperatura se toma vinho do Porto?

O vinho do Porto deve ser tomado sempre mais para frio, para que seja apreciado seu sabor em toda sua integridade. Vinho do Porto Branco, por exemplo e como todo bom vinho branco, deve ser degustado sempre geladinho, com temperatura em torno dos 8 graus.

Vinho Tawny deve ser servido com temperatura de 12 graus, e essa média também deve ser usada para vinhos Vintage e LBV. Para o vinho Porto Ruby, a temperatura pode ser ambiente, em torno de 15 graus, para ser mais agradável. 

Como guardar as garrafas de vinho do Porto?

O vinho do Porto depois de envasado a garrafa, principalmente quando é fechado por rolha, deve ser mantido na horizontal para que a rolha se mantenha úmida e haja a passagem de oxigênio necessária, para que o vinho mantenha sua qualidade sem oxidar. 

O vinho do Porto antes de ser aberto para consumo, deve ser retirado do descanso na horizontal e colocado na vertical e deixado assim por volta de 1 hora, antes de ser consumido. Esta atenção é importante, pois os sedimentos naturais da bebida podem decantar e garantir um vinho de sabor perfeito ao paladar. 

Outra dica importante é que como todo bom vinho, o Porto não pode ficar em locais muito iluminados, com temperatura que muda drasticamente e muito menos com trepidações. 

Ou seja, se não for possível ter uma adega particular como as caves europeias, investir em uma pequena adega climatizada, que mantenha a iluminação e temperatura sempre ideal, é fundamental para garantir a qualidade do vinho do Porto. 

Qual o melhor vinho do Porto Tawny ou Ruby?

Ambos têm sabor marcante no paladar e devem ser consumidos com prazer, porém cada um possui uma indicação específica. 

Por exemplo, o Porto Ruby por ser mais adocicado, é mais procurado e sugerido o consumo com chocolate meio amargo ou outros doces como pudins. Já o Porto Tawny, pode ser apreciado sozinho ou com queijos fortes como o Provolone. 

Evite harmonizar vinho do Porto com alimentos, pois por ser mais doce, acaba desiquilibrando os sabores no paladar e por isso, a indicação é que o vinho do Porto seja sempre deixado para apreciação durante a sobremesa. 

O que é vinho Tawny?

Vinho com envelhecimento mais acentuado, pode, inclusive, ficar anos em barrica de madeira até ser levado a garrafa e consumido. Apenas o Tawny consegue chegar a mais de 40, 50 anos, enquanto outros tipos de Porto não, como é o caso do Ruby, que deve ser envelhecido em garrafa e até 15 anos. 

O vinho Tawny tem uma coloração violeta além de ser mais encorpado e menos adocicado. É um vinho de alma e profundo, com sabor ao paladar bem marcante e com aromas que vão das frutas negras até amadeirados e notas terrosas. 

Qual o vinho do Porto mais caro do mundo?

O vinho do Porto mais caro do mundo, é uma garrafa datada de 1863 chamada Vinho do Porto Niepoort, que foi vendida em um leilão de Hong Kong, e pelo preço de 127.000 dólares. 

O vinho estava armazenado em um decanter de 1,5 litro e considerado um dos Porto Vintage mais antigos que se tem notícia na atualidade, porém não o único, já que existem Porto de 1855 e 1882, todos Porto Tawny de altíssima qualidade.

Importante frisar que vinho do Porto é um dos vinhos mais longevos do mundo, sendo que uma de suas características notáveis é justamente seu envelhecimento, que deixa o vinho mais maduro, com uma explosão de sabores refinados que vão de toques de tabaco, até frutas vermelhas e notas amadeiradas.  

Que tipo de uva é feito o vinho do Porto?

Combinação de variedades diferentes de uvas, o Vinho do Porto não é feito com apenas uma casta, porém todas as uvas envolvidas no processo de fabricação, devem ser da região de Douro, para que o vinho final seja considerado um vinho do Porto. 

As uvas mais utilizadas são a Touriga Nacional e a Tinta Roriz, mas também outras como a Tinta Barroca, Touriga Francesa e Tinta Cão. 

Já no caso do vinho do Porto Branco, as uvas utilizadas são de outras castas como a Malvasia, Malvasia Rei, Rabigato, Códega, Arinto e Gouveio. 

Pode tomar vinho no almoço?

Muitos especialistas em vinhos dizem que o Vinho do Porto deve ser apreciado durante a sobremesa, outros acreditam que ele é um vinho reflexivo, para ser bebericado sozinho em um momento de contemplação. 

Já outros acham que ele é ótimo para acompanhar os alimentos, mas ainda existem aqueles que creem que uma tacinha antes de se alimentar é o suficiente para abrir o apetite.

O que é quase unânime entre todos é que o Vinho do Porto tem o poder de unir as pessoas e tornar um momento em uma grande festa. 

Por isso o consumo deste vinho é uma questão puramente cultural, que caberá a cada um em como tomá-lo, mas com certeza num almoço leve, uma taça de um vinho do porto Branco ou com um servido mais gorduroso, um Tawny podem ser a melhor opção para deixar o momento ainda melhor. 

O que é um vinho do porto Vintage?

O vinho do Porto Vintage é um vinho especial, com uma safra escolhida e de alta qualidade, onde somente as melhores uvas, melhor terroir e clima se envolveram na produção de uma colheita selecionada.

O Vintage deve ser envelhecido em barrica de madeira de carvalho por até 2 anos e depois colocado em garrafa, com sua longevidade intensificada por anos, sendo o único Porto que possui essa condição de envelhecimento a longo prazo. 

Quantos ml tem uma taça de vinho do Porto?

Beber vinho vai muito além de apenas sentir o sabor, mas é uma viagem sensorial, quase espiritual, onde o vinho ao ser apreciado, tem aroma e paladar, além da observação do líquido em si, de sua cor e textura. 

Para uma boa análise sensorial, a escolha da taça também é de suma importância. O vinho do Porto necessita de uma taça mais baixa, estreita e o bocal convexo, pois dessa forma fica mais fácil de identificar os sabores adocicados, os pontos fortificados do álcool, além das variações que foram obtidas através do processo de envelhecimento. 

A taça para o vinho do Porto deve ter 140 ml e com 1/3 de preenchimento para ser apreciada em todo seu sabor, aroma e história.  

Como conservar o vinho do porto depois de aberto?

Depois de aberto, o vinho do Porto deve ser condicionado em geladeira ou na adega climatizada, porém em geladeira, deve-se atentar a temperatura utilizada e qual o tipo de Porto, pois se for um Ruby, por exemplo, que deve ser servido em temperatura de 15 graus, se a geladeira estiver muito mais fria, pode alterar sua qualidade.

Outro ponto que deve ser observado, é se a garrafa foi bem fechada e consumi-lo o em até 15 dias. 

O vinho do Porto, por ser um vinho fortificado e com mais álcool do que os vinhos convencionais, tem maior durabilidade, porém alterações podem ocorrer, levando em conta fatores como temperatura incorreta, luminosidade ou se a garrafa foi bem fechada.  

O que é um Vinho do Porto reserva?

São vinhos de qualidade superior, que foram feitos com cuidado maior ou fabricação específica desde a escolha das melhores uvas, até todo processo de fermentação e envase. Vinho do Porto LBV e Vintage são um exemplo de vinhos de reserva.

Qual o vinho do Porto mais doce?

O Ruby é o vinho do Porto mais adocicado, com alto teor de açúcar, balanceado com o teor alcóolico também elevado. 

Como servir vinho do Porto Ruby?

O Vinho do Porto Ruby deve ser servido com sobremesas, e chocolates escuros e amargos, que equilibram os sabores na boca. O Porto Ruby também pode ser consumido com queijos mais macios e com sabor menos acentuado como o Brie. 

Quanto custa uma garrafa de vinho?

Na loja virtual Palco do Vinho, você encontra Porto a partir de R$ 32,82. Alta qualidade e preço acessível, com as melhores opções do mercado atual e dicas do sommelier para você harmonizar a bebida e ter as informações para apreciá-lo com toda tranquilidade.

Pode trazer vinho de Portugal?

Antes de se decidir em trazer vinho de Portugal, em especial do Porto na bagagem para o Brasil, é preciso estar atento a legislação portuguesa

Segundo a lei do país, é permitido que seja trago até 12 litros de bebida alcóolica e deve ser colocada as garrafas na mala, já que na bagagem de mão, só é aceito bebidas com até 100 ml de quantidade. 

Além disso, a lei do país exige que as bebidas estejam bem embaladas e que todas as notas estejam perfeitamente documentadas, inclusive, em relação aos valores envolvidos, pois a Receita Federal só libera comprar desse tipo até 500 dólares. 

Quanto custa um vinho em Portugal?

Os preços variam bastante de garrafa para garrafa, levando em consideração o ano de fabricação, se é uma safra especial ou o tipo de vinícola, pois algumas possuem métodos de produção que podem deixar o vinho mais caro ou acessível. 

Em média, custa um vinho em Portugal a partir de 3,99 euros, porém essa variação de preço também tem a ver com a loja que o comercializa. 

Onde comprar vinho do Porto em Portugal?

Praticamente em todo o país é possível comprar vinho do Porto, mas se o turista quer ter uma experiência rica e marcante com o vinho e sua história, as melhores opções são comprá-lo na cidade do Porto mesmo ou fazer uma visita as vinícolas na região de Douro, e degustá-lo diretamente da fonte. 

Caso esteja em outras regiões de Portugal como em Lisboa e queira apreciar um Porto legítimo, em supermercados e adegas pela cidade, além dos melhores restaurantes, oferecem os melhores vinhos do Porto e por preços muitas vezes amigáveis. 

Onde comprar vinho do Porto no Brasil?

No Brasil, vinho do Porto de qualidade são encontrados em loja virtual, que garante preços mais acessíveis, além das melhores garrafas do mercado e legítimo Porto. 

Além do e-commerce, também em bons supermercados, é possível encontrar vinho do Porto que não sejam tão badalados, mas com preço e sabor de qualidade. 

Dicas  Para Degustar um bom Vinho Do Porto

Vinho do Porto Com Gin

Gin é uma bebida destilada e da junção entre o zimbro e o álcool. O zimbro é um arbusto frutífero e com frutinhas que se assemelham com pimentas, e sabor forte. Muito usado em conservas, deixa alimentos como carnes de porco mais saborosas, quando utilizado em marinados. 

No Gin, o zimbro é uma das suas principais matérias primas e junto com o álcool, cria uma combinação de sabores aromáticos, que tornaram a bebida famosa em todo mundo, em especial na Europa, berço de sua origem. 

Um dos fatores que tornam o Gin famoso é sua versatilidade, em poder usar novos sabores adicionados, além de ser a base de muitos drinks novos. Inclusive, algumas receitas relacionam o Gin com Vinho do Porto.

O Gin é servido em uma taça de base arredondada, haste esguia e comprida, com o bojo largo para que a bebida seja apreciada em todo seu frescor. A média é que uma taça de Gin tenha em média 600 ml e a bebida seja servida com pedras de gelo e uma rodela de limão na orla. 

Quantos ml de vinho por dia é saudável?

Segundos especialistas, o vinho é saudável se consumido em doses de 200 ml, sendo apenas um cálice para mulheres e dois para homens. 

Essa questão de gênero acontece, por conta do metabolismo que no homem é mais rápido e tende a processar o álcool com mais agilidade se bebido em pouca quantidade. 

Altas quantidades de vinho do Porto, pode gerar uma ressaca desagradável no dia seguinte. 

Qual a maneira correta de segurar uma taça de vinho?

Segundo especialistas em vinhos, não existe uma etiqueta obrigatória na apreciação de vinhos, mas no geral, a forma mais aceita de segurar uma taça de vinho é através da haste, ou seja, a parte que dá sustentação ao bojo da taça. 

Dessa forma é possível girar lentamente o vinho para sentir todos seus aromas, além de observar sua coloração, brilho e aspecto geral. Segurar a taça pelo bojo não é aconselhado, pois o calor da mão pode modificar a temperatura do vinho e alterar sua qualidade. 

No caso de um vinho do Porto, essas dicas são fundamentais para que o momento de contemplação com a bebida seja o mais aproveitável possível. Compre agora vinho do Porto na loja Virtual Palco do Vinho e obtenha as melhores garrafas comercializadas em todo mundo e por preços e condições imperdíveis!

Don`t copy text!